Denúncia contra Vitalzinho na Lava Jato não terminou em pizza, terminou em coxinha

Compartilhe esse artigo :




Na justiça brasileira nem tudo termina em pizza. Tem coisas que começam e terminam em coxinha mesmo. Por 3×2, a Segunda Turma do STF acaba de arquivar, nesta terça (06) uma ação penal contra o ministro do TCU, Vital do Rêgo, na Lava Jato. Vitalzinho contou com o voto do bolsonarista Kássio Nunes.

De acordo com delatores, parte dos R$ 2 milhões em propina teria sido entregue no Rei das Coxinhas e coordenada pelo empresário João Lyra, a pedido de Léo Pinheiro, empreiteiro da construtora OAS. Vitalzinho era senador da República, relator de uma CPI sobre a Petrobras no Senado, e naquele ano candidato ao governo da Paraíba.

Existe coxinha sabor pizza? Confira trecho da delação:

0/Postar um comentário / comentários

Deixe um comentário A baixo

Anúncio post 1

Anúncio post 2