Após repercussão, pelo menos cinco vereadores de João Pessoa renunciam iPhones adquiridos pela Câmara

Compartilhe esse artigo :

 


Câmara fez licitação de 35 iPhones (Foto: Walla Santos/ClickPB)

Após polêmica causada pela licitação de 35 iPhones para a Câmara Municipal de João Pessoa, em um contrato de quase meio milhão de reais, pelo menos cinco vereadores renunciaram aos aparelhos.

 

Os vereadores Junio Leandro (PDT), Marcos Henriques (PT), Tarcísio Jardim (Patriota), Thiago Lucena (PRTB) e Mikika Leitão (MDB) afirmaram que não têm intenção de receber os iPhones.

 

O vereador Marcos Henriques já havia sugerido que a compra dos aparelhos fosse suspensa e o dinheiro do contrato, previsto em R$ 415.800,00, revertido para a compra de vacinas contra a covid-19.

 

Já o vereador Thiago Lucena usou as redes sociais para mostrar o documento que mostra que ele devolveu o iPhone entregue pela CMJP em 2017. Ele diz também que renunciou a verba indenizatória de R$ 7 mil.

 

A assessoria da CMJP informou que a licitação, prevista para ocorrer no próximo mês, acontece a cada dois anos. Os 35 iPhones são usados em regime de comodato, um tipo de empréstimo feito pela operadora, o que significa que os aparelhos precisam ser devolvidos ao fim do contrato. Além do aparelho, o contrato de mais de R$ 400 mil também dá direito a ligações e internet ilimitadas pelo período de dois anos.


0/Postar um comentário / comentários

Deixe um comentário A baixo

Anúncio post 1

Anúncio post 2